Futebol

25 março 2022, 22h49

Gonçalo Ramos

Gonçalo Ramos, avançado do Benfica, marcou o golo que valeu o empate (1-1), nesta noite de sexta-feira, 25 de março, da Seleção Nacional Sub-21 na receção à Islândia. Henrique Araújo e Paulo Bernardo foram igualmente titulares, com o médio a atuar os 90 minutos.

Dos quatro benfiquistas presentes na convocatória de Rui Jorge, só o guarda-redes Samuel Soares não foi utilizado, tendo Gonçalo Ramos e Henrique Araújo surgido na frente de ataque e Paulo Bernardo no setor intermediário. Aliás, diga-se, entre os titulares figuraram igualmente Tomás Tavares e Tiago Dantas, atletas vinculados ao Benfica que estão cedidos por empréstimo ao Basileia e Tondela, respetivamente. 

O golo de Willumsson, aos 17', foi prémio (0-1) para a capacidade organizativa dos forasteiros que tiveram em Gonçalo Ramos um perigo à solta na sua defesa. O melhor marcador dos Sub-21 no grupo D da fase de apuramento para o Campeonato da Europa da categoria em 2023, agora com nove golos, teve várias oportunidades para ampliar o pecúlio pessoal durante o encontro.

Aos 21' viu Valdimarsson negar-lhe o golo e aos 23' cabeceou fora de tempo. Henrique Araújo não quis ficar atrás e, aos 34', atirou para defesa do guardião contrário. 

Foi Gonçalo Ramos, aos 34', após combinação com Fábio Vieira, a igualar o desafio (1-1) com um remate de pé esquerdo na área, com a bola ainda a desviar num defesa contrário. Na segunda parte, o feiticeiro encarnado voltou a ameaçar aos 49'. 

Henrique Araújo

Já com Henrique Araújo fora do relvado, substituído aos 60', Gonçalo Ramos teve outras duas boas oportunidades para marcar, aos 67' e 83', ambas negadas por Valdimarsson.

O empate manteve-se, pese as boas oportunidades das duas formações para marcar. Portugal perdeu assim os primeiros pontos nesta fase de apuramento e a seleção comandada por Rui Jorge voltará a jogar na terça-feira, 29 de março, na Grécia, atual líder do grupo D, com mais um ponto e um jogo que Portugal.

Odysseas

Sublinhe-se que nesta noite também Odysseas entrou em campo. O guardião helénico defendeu as cores do seu país no Roménia-Grécia, tendo revelado tranquilidade no triunfo (0-1) neste particular realizado em Bucareste, pese o assédio e a pressão da formação da casa. Valeu o golo de Bouchalakis.

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: FPF e Federação Grega de Futebol
Última atualização: 25 de março de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar