Futebol

30 setembro 2021, 13h28

Festejo da equipa

A Imprensa internacional foi unânime quanto à justiça do triunfo robusto (3-0) do Benfica frente ao Barcelona na 2.ª jornada do grupo E da Liga dos Campeões, ressaltando que o "martelo" encarnado foi "implacável". "Um bloco organizado" e uma equipa "incisiva no ataque" foram aspetos determinantes, escreveu-se em França.

Se em Inglaterra a "Sky Sports" destacou o "pior arranque de sempre na Liga dos Campeões" do Barcelona, o "The Guardian" realçou uma "merecida vitória" do Benfica, materializada pelos golos de Darwin e Rafa. O "L'Équipe", em França, foi mais contundente: "Baseando-se num bloco organizado, o Benfica foi incisivo no ataque, com um brilhante Darwin."

Rafa

Os italianos de "La Gazzetta dello Sport" consideram que o "Benfica fez o que queria e ganhou bem", enquanto os alemães da "Kicker", particularmente atentos devido à presença do Bayern Munique no grupo, viram "Darwin a 'arrumar' com o Barcelona", sem esquecer o "empurrão dado pelo golo de Rafa".

O "Benfica implacável", na leitura da "UEFA", ou o "martelo Benfica sobre o Barcelona", para a "Eurosport", foi seguido a par e passo no Uruguai. O "El Observador" escreve que Darwin se tornou o jogador mais jovem a marcar na Liga dos Campeões, feito que estava na posse de Lodeiro, enaltecendo que o camisola 9 dos encarnados "fez uma partida excecional", com um primeiro golo de "uma notável qualidade técnica".

Darwin

O "Olé", da Argentina, focou-se igualmente no avançado Darwin, que teve "um grande rendimento e demonstrou ter massa de goleador, ofuscando por completo Memphis Depay".

Já o "Globo Esporte", do Brasil, viu "uma noite memorável e histórica na Luz", enquanto a "Al Jazeera" alinhou pela ideia clara de que o "Barcelona foi bem batido pelo Benfica". Voltando à Europa, o "De Telegraaf" relatou um "bom Benfica" a bater o colosso espanhol.

Lucas Veríssimo

Naturalmente que em Espanha os jornais desportivos colocam o foco no desempenho da equipa catalã na Luz. O "Sport" refugiou-se no "pesadelo", enquanto o "Mundo Deportivo" salientou o papel de Jorge Jesus no "drama vivido pelo Barcelona em Lisboa".

Darwin, que antes do ingresso no Benfica representou o Almería, na segunda divisão espanhola, foi "um pesadelo para os centrais contrários", na opinião da "Marca". O diário de Madrid retratou a noite de Lisboa como "ruína" e "pesadelo" dos catalães. O diário "AS" valorizou a forma como o Benfica "controlou as arrancadas de Memphis Depay e procurou a velocidade dos seus avançados, sobretudo nas zonas de Eric García e Piqué".

RESUMO DO JOGO

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica
Última atualização: 30 de setembro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar