Fundação Benfica

20 janeiro 2022, 12h30

Alberto Santos e Carlos Moia

A Fundação Benfica viu o seu trabalho junto da sociedade e dos mais carenciados reconhecido pela Fundação do Futebol – Liga Portugal e recebeu o Prémio de Responsabilidade Social do mês de dezembro por conta do projeto Fábrica dos Sorrisos, que ajudou dezenas de instituições e centenas de pessoas, entre elas várias crianças e famílias.

Carlos Moia, presidente executivo da Fundação Benfica, mostrou-se feliz pelo prémio recebido, "pelo apoio" dado à instituição e assumiu que é o culminar de "uma ótima parceria" entre duas fundações.

"A Fundação Benfica tem essa responsabilidade social, e não apenas no Natal como aconteceu, e foi algo que sentimos muito. Para nós, é Natal todo o ano. Este é um projeto que vem de há anos e é um prémio que muito nos honra, entregue por uma fundação com quem temos uma ótima parceria, onde há muita abertura de ambos os lados. Às vezes não são precisos prémios, mas sim incentivos, e esse incentivo tem sido dado, não só por estes prémios, mas pelo apoio que sentimos que é dado à Fundação Benfica", referiu aos microfones da BTV.

Entrega do prémio de responsabilidade Social da Fundação do Futebol (Liga Portugal)

Para Carlos Moia é claro que o prémio só foi possível porque a Fundação Benfica e o seu projeto reconhecido contaram "com a ajuda dos atletas, dos colaboradores e de muitos adeptos".  

"Este prémio foi dado devido ao projeto da Fábrica dos Sorrisos, que conta com a ajuda dos atletas, dos colaboradores e de muitos adeptos, e conseguimos comprar brinquedos, roupa e alimentação que foram dadas a 17 instituições, a 500 crianças, 100 pessoas do âmbito dos sem-abrigo e cabazes a 50 famílias. Foi um projeto bonito, com impacto grande junto de pessoas necessitadas", sublinhou.

O Prémio de Responsabilidade Social foi entregue por Alberto Santos, vogal do conselho de administração, e que esteve em representação da Fundação do Futebol – Liga Portugal. À BTV explicou as razões que levam a agraciar as sociedades desportivas ou as fundações ligadas a sociedades desportivas, como é o caso da Fundação Benfica.

"O Prémio da Responsabilidade Social é atribuído pela Fundação do Futebol – Liga Portugal e visa, sobretudo, reconhecer o trabalho das fundações ligadas a sociedades desportivas ou das sociedades desportivas feito para lá do futebol. O futebol gera um grande impacto na sociedade, é agregador, gera emoções e mobiliza. Entendemos que o futebol, para além da disputa desportiva, deva ter outra missão, que é chegar às causas sociais e mobilizar para lá do fenómeno desportivo e do futebol propriamente dito. Nada melhor do que usar o futebol para apelar à sociedade para estas causas ou mesmo para o fair play", considerou.

Entrega do prémio de responsabilidade Social da Fundação do Futebol (Liga Portugal)

"É um prémio que muito nos honra, entregue por uma fundação com quem temos uma ótima parceria"

Carlos Moia, presidente executivo da Fundação Benfica

"Todos os meses, a Fundação do Futebol – Liga Portugal atribui um prémio a uma sociedade desportiva ou a uma fundação ligada a uma sociedade desportiva que no mês anterior se distinguiu por uma ou várias iniciativas que conseguiram levar essa mensagem de responsabilidade social. Neste último mês [dezembro], a Fundação Benfica elaborou e executou uma ação muito relevante, que foi a Fábrica dos Sorrisos, que tocou o coração e as emoções de muitas crianças e famílias carenciadas, mostrando que se preocupa com a sociedade como um todo", esclareceu, ainda, Alberto Santos. 

Texto: Marco Rebelo
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica
Última atualização: 20 de janeiro de 2022

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar