Futsal Feminino

24 setembro 2021, 11h15

Pedro Henriques

É já neste sábado, 25 de setembro, às 18h30, que a equipa feminina de futsal do SL Benfica inicia a defesa do título de Campeã Nacional, com uma partida frente ao Golpilheira, no pavilhão adversário, referente à 2.ª jornada da competição (a 1.ª foi adiada, lembre-se). Pedro Henriques mostra-se expectante relativamente aos oponentes.

"O Golpilheira mudou de treinador, o último já estava lá há muitos anos e estou um pouco na expectativa em relação àquilo que vamos encontrar. Foi uma equipa que mexeu muito no plantel, tal como nós. É certo que já vimos, entretanto, o adversário, mas é um jogo do Campeonato, o primeiro para nós", admitiu o treinador em declarações à BTV.

O técnico garantiu também que a conquista da Supertaça já faz parte do passado: "A pressão da Supertaça já saiu de cima de nós e agora o foco está no Campeonato. Queremos entrar com o pé direito."

Pedro Henriques

"Continuamos com uma grande qualidade no plantel, mesmo com as saídas da Janice e da Fifó. Vamos continuar a lutar para atingir os objetivos que temos", assegurou Pedro Henriques, que explicou também que os reforços se estão a integrar-se no espírito da equipa.

"É preciso muito trabalho e suor. As que cá estavam já sabem, as que estão a entrar começam a perceber isso. Pensavam que era fácil ganhar… Na época passada parecia que era fácil vencer, mas nós jogávamos sempre no máximo, parecia que era o último jogo que íamos fazer na vida. Nós respeitávamos sempre demasiado o adversário, por isso é que às vezes havia aquelas diferenças de resultado nos jogos, mas isso era fruto do trabalho coletivo posto em prática", acrescentou o líder da equipa técnica.

Texto: Redação
Fotos: SL Benfica
Última atualização: 24 de setembro de 2021

Patrocinadores Futsal


Relacionadas

Futebol

Jorge Jesus com o prémio que "reflete o coletivo"

Jorge Jesus foi considerado o Melhor Treinador do Mês na Liga Bwin e já tem na sua posse o troféu conquistado com 41% dos votos expressos pelos treinadores presentes na competição. O técnico, com o Prémio Vítor Oliveira nas mãos, sublinhou o que o mesmo significa: "É um prémio que é o reflexo do início da época da equipa, nunca há prémios individuais, são coletivos, mas o benefício do coletivo também premeia o individual. É com muito gosto que recebo mais este prémio!"

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar